Sem Limite – Segunda Edição (2ª parte)

Acordar de mau humor é muito, muito comum. Mas acordar após um desmaio seguido de vômito, ter sido carregado para a barraca, ter dormido apenas duas horas e escutar a voz do Cintra berrando "Bom dia!" pra despertar todo mundo é o cúmulo do absurdo.


Tá no inferno, abraça o capeta! Eu tinha que tirar aquele gosto horrível de guarda-chuva da boca e então, às seis e meia da manhã, fui comprar uma cerveja. Quando cheguei lá o Kretzer, aparentemente recuperado, tinha colocado seu iPod pra tocar (infinitamente melhor do que o som da noite anterior). O Fejão foi o médium da vez: incorporou um rockstar meio afrescalhado e cantou clássicos do poprock atual, mas seu auge foi em outro estilo - What a Wonderful World, do Louis Armstrong. Enquanto isso, aos poucos as pessoas iam levantando e retomando a vida normal. Alguns sentaram em cadeiras pra conversar, outros conferiam os estragos do dia anterior, mas a maioria queria saber que horas sairia a segunda refeição: miojo. Claro, como sou prevenido, levei meu pequeno sanduba natural, que bateu muito bem.

Como a galera estava de barriga vazia e continuava a beber, logo merdas aconteceriam. Tive a ideia de fazer um manifesto: "Ei, Cintra. vai tomar no c#!" convocando a todos para pular no lago, sim. Me avisaram depois que o lago era perigoso (talvez um Boitatá?) e mudei o manifesto para a piscina. "Pessoal, lembrando que ao meio dia haverá o manifesto 'Ei, Cintra. vai tomar no c#!' alí na piscina, ok?!" - Devo ter falado isso, no mínimo, umas dez vezes no microfone, fora outras coisas, como imitar a Gabiherpes: "Ele faz economiaaaa, éééééan, gosta de uma putariaaaa, e por incrível que pareça pegou uma guria. Vou falar com ele - LF!". Nem vi, mas ele tava do outro lado do bar e ouvia tudo o que eu dizia. Quando percebemos isso, Fejão e eu rolamos de rir no chão, óbvio.

O Cintra, adiantado, começou a estragar meu manifesto se jogando na piscina. Tudo tava ficando chato e resolvi me distrair. Achei uma minhoca no chão e corri atrás da Camila do RI. Eu não sabia que ela sofria de Escolecifobia (fobia de minhocas - Viu? Este blog também é cultura! - Aham, Cláudia, senta lá!). Corri atrás dela, pois a minhoca parecia querer se enturmar. Ela queria ser amada, poxa! Mas a Camila berrou, correu, quase chorou e ignorou a coitadinha... Depois eu desisti e fiquei sem esperanças, largando a minhoquinha. Mas QUE CULPA EU TENHO se ela caiu na Camila?

Estávamos prontos para o manifesto quando a Ritinha o estraga de vez, trazendo o tão pedido miojo. Mesmo assim, ao meio dia, pulamos Guilherme (Contábeis) e eu. Tudo bem, já estou acostumado com esse tipo de Movimento Estudantil fraco... Né, Arland?

Olha, a organização se superou dessa vez, hein!? Até uma simulação de fila do RU eles fizeram. Que orgulho! Mas no final das contas, a simulação foi tão perfeita que acabou a comida! Aí foi a hora de mais um manifesto, onde todos colocoram os pratos vazios na cabeça, estando sujos ou não. Dessa vez a participação foi maior, graças a Deus.

Todos comidos [?], começamos a arrumar as coisas pra partir. Desarmamos as barracas e fomos conversar na varanda. Foi daí que surgiu o assunto do sarro. isso mesmo - SARRO. Alguém já aprou pra pensar no que significa sarro? Pois bem, eu expliquei pra galera que sarro é (perdão pela nojeira a seguir) o resto de fezes que se acumulam nos pêlos pubianos traseiros. Hoje eu sei que na verdade sarro é o resto de qualquer coisa em qualquer lugar (tipo borra de vinho no tonel, ou resto de comida nos dentes), mas a minha definição garantiu frases do tipo "Pow, não vou mais tirar sarro da sua cara!" ou "Imagina tirar sarro das costas do Fejão?". LAMENTÁVEL.

Embarcamos nos ônibus e pegamos a estrada. Estávamos tão bêbados e cansados que nem demos mais bola pra estrada ou as histórias, mas todos com uma certeza: semestre que vem queremos mais!

3 comentários:

  1. uHUIHEIHIEUHUEH sarro... por isso q as pessoas dizem q vao tirar um sarrinho quando ficam encoxando os outros né? ui.. credo.........

    UHAIEHU(

    ResponderExcluir
  2. de acordo com o mini dicionário Aurélio, sarro também tem o sentido de crosta de dentes sujo e resido de nicotina.

    Nunca mais vou tirar sarro de alguém, depois disso.. x_x


    /euri

    ResponderExcluir
  3. Lamentavel... o miojo foi tenso..... open food de miojo.... só amando mto essa raça toda....

    ResponderExcluir