Cervejada do CTC

Essa é tradicional! A Cervejada do CTC acontece já há alguns anos, e tem melhorado bastante de lá pra cá (em alguns aspectos).

Sim, caros compan... cof! cof! (alguém da lista do CEB passou por aqui), amigos, há cada vez mais cerveja, o som está cada vez melhor, mas o público é sempre o mesmo: HOMENS! Duvida? Vamos aos números:

99,99999999999999% do público é composta por homens
00,00000000000001% do público é composto por mulheres, gays e anãs

Resumindo, havia 4 homens para cada macho

Mesmo assim a festa estava ótima! Nunca vi tanto público e por tanto tempo em uma festa na UFSC.
Eu estava sem dinheiro, mas foi aí que usei a já famosa tática de beber de graça do mestre Miagui:


ATENÇÃO:
Este é um procedimento para profissionais. Não repitam isso em casa.

Ingredientes:
- 1 caneca
- 1 cervejada
- Amigos (com pulserinha)

Mode de usar:
Você chega com sua caneca ao local do evento. Tem que ser caneca, copo é muito tosco. Como quem não quer nada, faça uma rodinha com dois amigos próximo ao bar, de maneira com que as pessoas de seu interior não o vejam, mas o acesso a ele seja fácil. Com destreza e precisão, peça para seu amigo pegar cerveja junto com o outro. Enquanto você está sozinho, aproveite e procure mais amigos com pulserinhas, mas não saia do lugar. Peça na cara dura um poquinho de cerveja aos amigos e se sirva à vontade.

*****

Foi desse modo que fiquei bêbado, assim como várias pessoas. O tempo foi passando, a bebida entrando... Não satisfeitos e de saco cheio, algumas pessoas do C6 resolveram ir ao anexo beber mais e mais e mais.

Aí entra uma história fatídica. Lembram quando falei do RU? Pois bem. Os efeitos colaterais do consumo do que lá servem possuem três estágios: o estágio gasoso, o estágio horroroso e o estágio penoso. O estágio gasoso é o mais comum de todos, onde você chega a ter gases com tanta frequencia que passar a bocejar menos e peidar mais. Já o estágio horroroso é quando o gás vira massa, mas a frequencia continua (esse era o meu estágio nesse dia). Já o estágio três é HU na hora.

Rodobaca!
Hummm... Não! O Thiago do CARI foi sozinho fazer rodobaca no meio do anexo. Coitado, nem sabia direito o que estava fazendo. Ficamos lá bebendo até acabar tudo e finalmente dizermos chega à culpada disso tudo: a cerveja.

Falando em cerveja e cervejada, deixo vocês com 20 curiosidades sobre esse líquido Damned and Divine:

Um comentário: